Aquilo que só aprendemos quando não temos medo do desconhecido

20130601-144702.jpg

Existem algumas (ou muitas) coisas na vida que nenhuma escola, universidade ou até mesmo a sua família e amigos podem ensinar. São aquelas coisinhas que muitas vezes nós nem percebemos que aprendemos, mas que algumas situações trazem à tona e nos fazem cair na real que de alguma forma evoluimos.
Eu demorei muito tempo para me conhecer melhor. E acho que o momento “eu me conheço 100%” nunca chega para nenhum de nós, levando em conta que o ambiente, as pessoas, tudo que nos cerca contribui para esse aprendizado. E tem aquele velho ditado: a vida nos surpreende a cada dia.
Podemos escolher entre acordarmos prontos para um novo dia, um novo começo ou tirar os pés da cama com os passos já contados. Na maioria das vezes nos sentimos amedontrados em tentar um novo caminho.
Tentar o novo é difícil, cansativo e exige paciência. Mas a mudança dentro de você pode ser vista a olho nú. E isso não tem preço.
Ninguém disse que seria fácil – e nunca é. A escolha entre reclamar das dificuldades ou tentar mudar o que não agrada cabe a nós. Mas também cabe a nós termos consciência de que as dificuldades são aquelas que mais nos ensinam.
Tenho convivido com pessoas completamente diferentes de mim. Não apenas culturalmente, mas diferentes na forma de pensar, na forma de enxergar a vida. Com algumas tenho aprendido muito e quer saber? Com as outras também.
Porque ainda que aquele alguém que é completamente diferente de você te leve a pensar: Essa pessoa não tem nada a me acrescentar. Pode acreditar, ela tem sim.
São as criaturas com as quais não me identifico nem um pouco as que mais me intrigam. E essas me ensinaram a respeitar as diferenças. A aceitar que não existe certo e nem errado. Existem escolhas, caminhos e mais caminhos.
Cabe a mim guardar o que aquela pessoa tem a me oferecer como aprendizado e fazer o possível para que um pouco do que sou seja passado para ela.
Talvez, apesar das diferenças, esse alguém também tenha acordado com o mesmo objetivo que o seu: um novo dia sem passos contados. E se os seus caminhos se cruzaram é porque de alguma forma esse alguém tem algo a te oferecer.

E que o amanhã nos traga novas surpresas! 

Anúncios

5 comentários sobre “Aquilo que só aprendemos quando não temos medo do desconhecido

  1. Nossa, tá batendo exatamento com o que eu estou sentindo agora! Eu vou para Vancouver em Setembro (Ciência sem Fronteiras) e sei que vou encotrar lá um ambiente parecido com este que você está descrevendo no post. Muito obrigado por compartilhar comigo este pensamento, e fazer com que me sinta menos sozinho no mundo!.
    beijos

    1. Oiiii!

      Que bom que se identificou e que de alguma forma o meu post te deixou mais tranquilo.
      Espero que a sua experiência seja fantástica e aproveite ao máximo tdo que este país irá lhe oferecer!!!

      Muito obrigada pela visita!!!
      Boa sorte!
      🙂

  2. Manoela Madureira

    Sensacional Aritta!!! As vezes buscamos a semelhança, mas o que mais nos acrescenta são as diferenças… Não vou esquecer disso!!! Adorei.. Um grande beijo!!

    1. É mesmo, Manu! Leva-se tempo para compreender que aqueles que são diferentes de nós têm muito a nos ensinar. E a gente não percebe, pq na maioria das vezes estamos apenas procurando pelo semelhante.
      Saudade!

      Beijooo

  3. Pingback: Como Planejar um Intercâmbio | Moqueca Canadense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s