Saindo da rotina: comida persa em Toronto

Oi gente!

Sei que meu último post fala sobre comida e já estou de volta para falar sobre a mesma coisa, mas não podia deixar de dar a dica sobre o restaurante de culinária persa que visitei ontem durante o almoço.
O The Pomegranate fica na Bathrust com a College, sem placa muito grande e uma portinha que já dá a entender que o local é pequeno, com capacidade para cerca de 40 pessoas. Chegamos lá, eu e o Marc, por volta das 4:30PM para um late-lunch-quase-jantar e descobrimos que só abriria às 5PM. Decidimos dar uma volta e retornar logo em seguida.
A moça que nos recepcionou (fomos os primeiros a chegar) já foi logo perguntando se tínhamos feito reserva (e não tínhamos). Escolhemos uma mesa e ela perguntou se terminaríamos antes das 7 pois já estava reservada. Assim que sentamos fiz logo o comentário pro Marc: -O lugar vazio e ela vem com caderno para checar se tem mesa vaga?
– Deve encher jajá. – ele disse.
E encheu rapidinho.
Foi a minha primeira experiência com comida persa e confesso que gostei muito mais do que achei que iria gostar.
O local é aconchegante, o atendimento é ótimo, preço razoável e a comida chegou bem rapidinho.
Como não conhecíamos nada sobre a culinária, pedimos a sugestão da garçonete para duas entradas e dois pratos principais.

20140310-171210.jpg
Mesas pequenas e decoração típica

Escolhemos os seguintes appetizers: zeitoon parvardeh ou caviar vegetariano, um patê feito de azeitonas verdes, nozes, alho e romã. Muito bom!!!

20140310-173234.jpg
O menor é o zeitoon parvardeh e o maior é o kashk-e bademjaan

E o kashk-e bademjaan, uma pasta de berinjela, alho, nozes, cebola caramelizada e um creme branco chamado de kashk ou persian whey -, azedinho e parecido com sour cream que a gente vê em comida mexicana. Pensem num negócio bom? Amei!
As duas entradas são acompanhadas por uma cestinha de pão com massa bem levinha. Fiquei em dúvida entre qual foi a minha preferida e o Marc gostou mais do caviar vegetariano. 😊
Na hora de escolher o prato principal recorremos novamente à ajuda da garçonete que, super atenciosa, explicou direitinho os pratos e alguns ingredientes com nomes totalmente desconhecidos por mim. O Marc acabou por optar por uma das especialidades do dia que não consta no cardápio: carne de carneiro cozida com quiabo e tomates, arroz e salada.

20140310-182108.jpg
A escolha do Marc

Eu como não sou fã de carne que não seja de boi ou frango, não arrisquei e escolhi o fesenjaan, cubos de frango cozido com um molho de romã e nozes, acompanhado de arroz e salada. Confesso que o molho tem a aparência meio estranha, lembra galinha ao molho pardo (que eu não como), mas o sabor meio doce meio azedo me conquistou. É forte e diferente de tudo que já tinha provado, mas o arroz branco e a salada de folhas verdes casam perfeitamente com o sabor marcante do frango.

20140310-183607.jpg
Fesenjaan

A nossa refeição (duas entradas e dois pratos principais) saiu por $40 sem a gorjeta. Eu não consegui terminar o meu prato, pois havia comido as entradinhas e a porção é bem servida.
Como esta foi a minha primeira vez em um restaurante iraniano, não posso comparar com outros locais, mas a minha experiência foi super prazerosa e saí de lá com vontade de retornar em breve para conhecer ainda mais a culinária persa.

Curiosidades:

– Os persas são descendentes de tribos que ocupam uma região na Ásia Central há cerca de 3 mil anos. Em sua maior expansão, o território persa estendeu-se por uma área hoje ocupada por nações como Usbequistão, Turcomenistão, Afeganistão, Turquia, Paquistão, Iraque e Irã. Os iranianos são descendentes diretos dos persas e o país se chamou Pérsia até o século passado. (Fonte: Revista Mundo Estranho)
– Segudo o censo de 2006 (não achei um mais recente na internet) Toronto abriga uma população de aproximadamente 47 mil imigrantes iranianos. (Fonte: Wikipedia)
– A culinária persa ou iraniana é rica em verduras, ervas, frutos secos, iogurte, carne de cordeiro e sopas. Pães e arroz (plano e amarelo chamado tah-chin) são indispensáveis.

E vocês, salivaram com as fotos e descrição dos pratos ou fizeram cara feia?

😊

Até mais!

Aritta

Anúncios

Um comentário sobre “Saindo da rotina: comida persa em Toronto

  1. Natalia

    eu sabia que voce ia amar esse negocio com sour cream hahaha..acho que eu nao iria gostar dessa comida =x mas as fotos estao lindas! haha beijoooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s