Sinal de fumaça

 

Passei aqui para deixar um sinal de fumaça, para agradecer as mensagens fofas e a todo mundo que começou a seguir o blog. Também passei pra desabafar…

Tenho andado meio incomodada com a minha dificuldade em organizar o meu tempo. Falta uma semana pras aulas acabarem e eu não vejo a hora de estar de férias. Tenho estudado muito, mas ainda menos do que gostaria. Tenho tido dificuldade em conseguir um A em contabilidade e isso me deixa frustrada pois eu estudo, estudo e não assimilo. Enfim, eu me cobro demais e tenho tentado relaxar um pouco, porque sei que não me faz bem. Mas, sabe quando você se dedica, vê resultados e se empolga? Aconteceu assim comigo no semestre passado. E então, nesse semestre eu vi que nem sempre vou conseguir manter o ritmo. Nem sempre vou ver os resultados que espero. E preciso aceitar algumas das minhas limitações.

Hoje no café da manhã eu perguntei pro meu namorado o que ele mais admirava em mim. E eu que esperava ouvir “você é dedicada”, “você é pontual, não me deixa esperando” ou “você não dá chilique por ciúmes” ouvi: – Você está sempre feliz. Mesmo quando fica triste, começa a rir da situação 30 minutos depois. 

E eu fiquei surpresa. E parei pra pensar no que ele me disse. E percebi que sim, tenho jogado o Jogo do Contente há muitos anos e parece ter funcionado. Mas eu acho que o meu medo de “estar triste” é preocupar quem está por perto e então eu acabo por procurar mil motivos que me ajudem a pensar positivo. Eu converso com as amigas, faço um drama básico, escrevo e passa. 

Mas nem todo mundo é assim. Nem todo mundo sabe lidar com a tristeza, com os altos e baixos da vida, com as frustrações. E eu fico inquieta, fico agoniada, quero abraçar a causa, quero mostrar que não tá tão ruim, que vai melhorar, que a gente cresce assim. Eu esqueço que sou muito pequena para carregar tanta gente embaixo da minha asa… 

Enfim, eu tenho recebido mensagens de pessoas que estão triste, outras não precisaram enviar mensagem, mas eu sei que estão tristes. E eu sei que soa absurdo, um pouco irreal da minha parte, talvez, mas eu sou aquele tipo de pessoa que acorda querendo mudar o mundo. E se tem algo que muita gente não sabe é que ouvir, abraçar, conversar, tentar entender a tristeza de alguém próximo a nós ajuda – e muito – a construir um mundo melhor. Pode não mudar o seu mundo mas pode mudar o mundo de alguém que parece estar de ponta cabeça. 

Ouça mais, esteja atento ao problemas dos outros, ajude. Vamos ser mais atentos à tristeza do outro antes que seja tarde demais pra tentar ajudar? 

Boa noite! 

🙂 

Anúncios

2 comentários sobre “Sinal de fumaça

  1. Roberta lucio

    Chega a ser engraçado, mas ultimamente leio seus textos como se eles estivessem sendo escritos pra mim… Estranho né?! Mas que bom que leio eles, me alegram e me mostram que posso mais… Bem mais! Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s