Por um mundo com menos domadores de sonhos

 

Quando é que as pessoas param de te dizer “Você ainda é nova, vai ter tempo de fazer isso tudo”?

Parem. É assim que a gente empurra os sonhos com a barriga. E as velas se multiplicam, os sonhos se multiplicam… Mas os dias continuam tendo 24 horas. 

Você não precisa de alguém que calcule o seu tempo, que construa gráficos para medir o tamanho dos seus sonhos versus o seu tempo de vida. Você não precisa de alguém que te estimule a esperar, a deixar pra depois, a aguardar uma melhor hora. Até porque, sinto muito em te decepcionar, mas esses provavelmente serão os mesmos que dirão “Você está velho demais para isso” quando aos 50 você decidir visitar a Disney. 

Um certo livro de auto-ajuda diz que você é do tamanho dos seus sonhos. Eu prefiro acreditar que você tem a idade dos seus sonhos. E, assim como nós, os sonhos envelhecem, perdem a virilidade, a energia, tornam-se opacos e menos ferozes. 

Por um mundo com menos domadores de sonhos. E mais sonhos que não possam ser domesticados. 

P.s: Depois de morar fora e aprender uma outra língua, um dos meus grandes sonhos sempre foi conhecer o sudeste asiático (Tailândia, Vietnã e Camboja) e durante a viagem, ser voluntária em um desses países. Em 2014 eu me inscrevi em um programa de voluntariado e fui aceita, porém, precisei abrir mão deste sonho por outro que também me acompanhava: cursar uma faculdade aqui. Prometi que não desistiria e não desisti mesmo. Pedi para que o meu processo fosse reaberto e viajarei para o Camboja em agosto, onde serei voluntária por duas semanas em um orfanato e nas outras duas semanas viajarei pela Tailândia e Vietnã. 

Anúncios

5 comentários sobre “Por um mundo com menos domadores de sonhos

  1. Mari

    Ola Aritta!

    Muito interessante como, mais uma vez, você escreveu algo que eu estava “precisando” ler e me inspirou!
    Estou atarefada com fim de semestre (aliás, boa sorte na sua aula de contabilidade) e nem pude checar seu blog nas últimas semanas. Até que ontem à noite pensei li esse último post e amei!

    Como disse em outro comentário, eu também moro fora a alguns anos, e muitas vezes sonhos são adiados, principalmente devido à circunstâncias de estar fora e ter outras prioridades.
    Por favor, se você puder, me passe as informações de onde você conseguiu esse programa de ir para Ásia.
    Eu e meu namorado queríamos fazer algo assim também, mas não sabemos como.

    Muito obrigada!
    Mari

    1. Oii Mari!
      Me passa um e-mail que te conto todos os detalhes?? :))
      Que bom que o meu texto te inspirou! É por mensagens como a sua que eu tenho mais e mais vontade de escrever…
      Beijo e tenha um ótimo dia!

  2. Pingback: Sobre colocar o pingo nos is e a Teoria da Relatividade | Moqueca Canadense

  3. Pingback: Tailândia, Camboja e Vietnã: a viagem dos sonhos | Moqueca Canadense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s