Tudo aquilo que aprendi com os cafajestes

 
Não adianta negar. A maioria de nós, mulheres, já chorou pitangas (e todas as outras frutas) por causa de um cafajeste. E eu, apesar de parecer bem espertinha e dar uma de rainha-do-sabe-tudo, não fico atrás, não. 

Perdi as contas de quantas noites eu passei em claro, seja soluçando de tanto chorar ou afogando as minhas mágoas em algumas doses de vodca, como se o álcool pudesse esterilizar as feridas do meu pobre coração. 

E hoje, passado algum tempo desde que abandonei os relacionamentos que transformavam a minha vida em verdadeiros dramalhões mexicanos, percebi que aqueles caras não me ensinaram somente a chorar sem borrar o rímel; ou a tirar selfies super produzida para mostrar que estava feliz, enquanto forçava um sorriso que se transformava em choro com o toque de uma pena; ou que comida se transformava facilmente no meu melhor amigo e pior inimigo. 

Os cafajestes te ensinam que, por mais que você seja a melhor namorada, a mais compreensiva, companheira e a que topa tudo na cama, se o cara é do tipo que trai, você nunca será suficiente. Não porque você não é boa, talvez você seja boa até demais. Mas, porque ele mesmo não se basta. 

Uns não querem assumir um relacionamento sério, mas esquecem de te contar esse pequeno detalhe. E você só descobre quando essa é a desculpa que ele usa para justificar o desrespeito. Outros, sofrem da Síndrome do Preciso Provar: provar mulheres diferentes, provar pros amigos que eles continuam sendo garanhões e provar para eles mesmos que podem ter a mulher que quiserem. E tem aquele que trai só porque sim. Porque se acha no direito de fazer o que bem entender com o bilau que possui. 

Aprendi que a maioria dos homens que me traíram tinham inseguranças maiores do que as minhas. E, apesar de eu ter saído dos relacionamentos me sentindo um lixo, aprendi, também, que ao forçar a barra e tentar acreditar em quem só me machucava não me posicionava em uma categoria muito diferente das mulheres que se automutilam. Eu sangrava, sarava e dava a minha cara – e a alma – ao tapa. Uma espécie de masoquismo disfarçado de “eu era cega”. Mas eu não era. 

O cafajeste não te obriga a estar com ele. É você que insiste, que não entrega os pontos, não dá o braço a torcer e acha que desistindo da relação estará deixando para trás aquele que poderia ser o homem da sua vida. É você que sozinha põe a mão no fogo uma, duas, três vezes como se tentasse se acostumar com a dor. 

O cafajeste nem sempre está fingindo te amar. Alguns amam sem nem saber que aquilo é amor. E se desesperam quando você resolve jogar a toalha. Porque eles também odeiam perder. E sofrem. 

É nessa hora que a gente se divide entre o “quero que ele vá pro inferno” e o “mas ele parece mesmo arrependido, talvez eu devesse acreditar”. E você não sabe se deita na cama em posição fetal, fecha os olhos bem forte e espera alguém vir cortar o cordão umbilical com o qual você alimentava um relacionamento que só existia porque você o nutria, ou se vai para a rua se jogar nos braços do primeiro que aparecer. Como se uma noite na cama com um desconhecido fosse mudar a sua convicção de que os homens não são de marte, ao contrário do que dizem, mas mereciam sim, serem mandados para lá… 

Os homens cafajestes nem sempre têm a intenção de te magoar – ainda que tenham despedaçado o seu coração com a habilidade de um açougueiro. Os cafajestes também se arrependem. Alguns se esquecem que se arrependeram com a mesma velocidade com a qual cometem os erros. E seguem errando… Porque não importa quantas mulheres incríveis ele há de conhecer. Ele vai continuar sendo cafajeste, até se cansar da vida bandida e decidir que é hora de mudar. Ou não. 

E você aprende que esquecer um cafajeste dói em dobro. Pois você precisa esquecer não só o cara que te magoou, mas também aquele que vivia nos seus sonhos, o namorado perfeito, o cara que nunca existiu. Mas você o esquece, dá a volta por cima e, o mais importante: passa a reconhecer de longe quando um outro cafajeste se aproxima. E pode escolher entre estar sozinha ou viver novamente um amor bandido. 

Um dia você decide que é chegada a hora de parar de brincar com fogo. Que você merece mais. Você aprende a reconstruir a sua auto-estima quando entende que os erros dele não foram causados por falhas suas e que estar sozinha ou ter alguém que te respeite vale muito mais do que insistir em um relacionamento fadado ao fracasso. 

Instagram: arittavaliense

Anúncios

79 comentários sobre “Tudo aquilo que aprendi com os cafajestes

      1. Anonimo

        Aritta, eu mandei um comentário que acho que pode parecer o q não é caso alguma pessoa leia. vc pode negar para q eu possa concertar?

  1. Caio

    Belo texto!! Me rotulam de cafajeste… Me identifiquei em algumas partes.
    Parabéns por escrever sobre cafajeste sem muito feminismo, agrega muito valor na leitura.

    Ps: vc é linda, me chama no wpp

    1. Obrigada, Freddy!
      No texto eu conto que a maioria dos caras que me trairam tinham inseguranças maiores que as minhas. Não generalizei e nem falei de caras que não conheço…até pq cito um pouco embaixo que diversos motivos levam um cara a ser cafajeste.
      Quando ao fracasso do relacionamento… Uma parte sempre sofre né? Mesmo que leve adiante, um dos dois se machuca e manter um relacionamento depois de se quebrar a confiança é muito difícil! Ou manter um relacionamento com mentiras… Ruim ne?

      😉

    2. Bem, respeito totalmente sua opinião Freddy, não se ofenda! Mas por cursar psicologia posso dizer que ela está certa. Homem que trai tem inseguranças tão grandes, tão grandes… Mesmo que não sejam conscientes. Na verdade, o nome disso é regressão. Mas não se sinta ofendido, todos tem regressões, uns mais, outros menos, alguns lidam melhor, outros nem tanto. Geralmente quem trai é porque não consegue lidar tãaaao bem assim hahahaha mas é a vida. Ah, e relacionamento fadado ao fracasso, ela também está certa, se o cara tiver o comportamento de um dos citados. É bem complexo. :3

  2. Raphael Gil

    Muito bom texto, você foi perfeita nas palavras. Eu já fui um cara cafageste desse, até que percebi o quanto eu era ingênuo e que não valia a pena fora o fato de quando estava com minha ex eu querer ser sempre uma pessoa melhor.
    Até que deu tudo certo e fui fiel durante um ano e cinco meses mas ela se mudou para outro estado e decidimos terminar. Apesar de tudo sigo feliz por ter feito ela feliz. 😁

  3. Emily Souza

    Perfeito *-* to passando por isso nesse momento, tentando esquecer um cafajeste e esse texto me ajudou muito ! Parabéns ! Belíssimo trabalho.

  4. Richard

    Texto perfeito , impecável !!!

    Engraçado ver os ”rapazes’ falando que já foram cafajestes como se fosse algo de muito desejo entre os homens né … rs
    No máximo trairão uma ou duas namoradas e assim se intitulam cafajestes, acho que um cafajeste vive pra ser um cafajeste, já nascem sabendo como convencer mulheres que eles pode mudar por elas.
    O relacionamento é só um jogo de poder, quem estiver mais encantado com a outra pessoa da relação é a pessoa que sempre vai abrir mão de mais coisas pra tudo dar certo, mais com o cafajeste é diferente ele se nega a abrir mão de minimas coisas que você sabe que ele poderia viver sem numa boa, mais ele quer que você mude completamente por ele, e no final você que fez tudo, acaba se dando mal ! Porque quem ganha tudo de mão beijada não da valor .. e lá vai ele pisar na bola mais uma vez.
    Mais como todo bom cafajeste uma hora ele se apaixona de verdade ai ele muda … ai o jogo é invertido, e sempre foi e sempre vai ser assim.

  5. Lucas

    Ótimo texto! Lógico que me encaixo e esse título do texto é como uma isca pra qualquer homem com consciência de que está sendo cafajeste. Com certeza vai ajudar na tentativa de largar essa “vida bandida” dos cafajestes que o leram 😉

  6. UmCara

    Acho engraçado, sou homem e namoro faz um bom tempo. Tenho facilidade de fazer amizade com meninas, e as amigas da minha namorada.
    Tudo que eu vejo, é elas ficando em duvida entre o cara legal, e o homem cafajeste. O homem legal pode ser mais inteligente, bonito, engraçado, tudo, mas mesmo assim, só por que ele ta atrás delas, ou porque tem mais meninas (provavelmente, pelo mesmo motivo que ela) atras do cafajeste, ela escolhe o cafajeste.
    Muitas vezes fazem o ‘legal’ de bobo, segurado ele enquanto como “plano B” caso o cafajeste não da certo (as vezes nem sabem disso). O homem, que um dia ja foi legal, descobre que ser cafajeste é mais efetivo para encontrar as ‘melhores’ meninas, e assim vira mais um cafajeste.
    Num efeito avalanche, mais e mais meninos viram cafajeste, e voces depois reclamam.

    Bem, eu falo isso aqui porque falo isso todas as amigas da minha namorada e voces tem cara que tambem precisavam ouvir.

    resumindo: com todo respeito, parem de ser burras e infantis, ir atras dos caras só porque são mais populares e tem mais meninas atras deles.

    assinado,
    um cara legal que encontrou uma menina inteligente

    1. Juliana

      Eu nunca fui atrás do cara mais popular ou de quem as meninas corriam mais atrás, sempre preferi s que pareciam legais, meninos de família, respeitosos e caí nas garras do pior cafajeste que existe, o q finge ser respeitoso. Então, na boa, cafajeste está em todo lugar e com todoa os comportamentos e fica muito difícil identificar um pra dizer que prefiro esses, na verdade quero distância.

      1. Venom

        Cara, estava lendo esse artigo e pensando a mesma coisa que você. Já estava idealizando como iria responder a ele, aí Li o seu, e sinceramente, acredito que resumiu tudo o que eu ia dizer e mais ainda.
        Concordo plenamente com você, existem muitos caras legais por aí, mas com o passar do tempo, eles fazem exatamente o que você falou, se transformam porque vêem que ser legal, engraçado e tudo mais, não basta, as mulheres falam que querem caras assim, mas na prática, a teoria é outra.
        Então, acabam se desiludido e se tornando mais um cafajeste pela a vida afora. E quando vêem que vale a pena, é aí que naot querem mais pára, por que mexer em algo que está dando certo…???
        Sou um pouco o cara legal, em minha adolescência, passei muito pelo cara super legal e nunca ganhava a garota, as vezes ganhava mas não durava por não ser o cara mais descolado, e assim que aparecia outro um pouco descolado, sempre diziam: ah você é legal, mas gosto de outro, e assim foi por um bom tempo.
        Hoje, sou um pouco dos dois, cafajeste com quem merece e legal também quando vejo que não tem perigo me entregar.
        Por isso concordo com você, se os homens se transformam em cafajeste, as maiores culpas são as próprias mulheres.
        Ah quanto ao comentário da traição porque é insegurança, pura balela, os homens fazem isso porque é mais efetivo

    2. Daniele

      Poxa cara legal, uma coisa que a maioria dos caras legais não entendem é : não queremos um cafajeste, queremos um homem que nos tratem como os cafagestes fazem! Não sou do tipo que prefere os mais populares, os que chamam mais atenção e tal, mas oq não se pode deixar passar é o tratamento que os cafas dispensam para nós! O olhar, a atenção, o sorriso malicioso que te deixa no mínimo com a “curiosidade”, e principalmente a atitude! Sim, pq conheço vários caras legais que desconhecem isso! Enquanto o cafa não tem nada a perder…
      Então ao invés de julgar essas mulheres, esses caras deveriam aprender as técnicas de conquista de um cafa, e não a cafagestagem em si…

      1. italotoffolo

        Quer dizer que o homem sempre tem que mudar seu comportamento inerente para poder conquistar as mulheres? Desculpe-me mas você está sendo machista. Por que só o homem deve ir atrás, só ele conquistar, só ele a elogiar etc?
        E a mulher basta ser como ela é que devemos aceitar. Não precisa ter aquele olhar malicioso, aquele jeito misterioso etc que vocês também querem num homem. A mulher nasce pronta para um relacionamento enquanto o homem deve se esforçar ao máximo por ela?
        Desculpe-me, mas isso é muito egocêntrico do meu ponto de vista.

    3. Thalita

      Genial, concordo plenamente. Sempre falo isso pra todas amigas, conheci caras legais a vida inteira e vi muita gente quebrando a cara.
      Logo que você conhece alguém você vê se a pessoa quer algo sério ou não. É o que tá escrito no texto, algumas meninas forçam a barra mesmo quando o cara dá os indícios de que não quer nada sério.

      Ass. Uma menina inteligente que encontrou um cara legal
      hahaha

    4. Adriana

      Não é uma questão de eles serem populares… Eu mesma nunca procurei um cara que fosse lindo e popular pq sou mto ciumenta… o que acontece é que os caras são uns atores dignos de um Oscar! Eles vestem o personagem que sabem q te agrada sem vc saber,são mentirosos e te envolvem. É isso,entendeu?

  7. Juliana

    Caramba menina, me identifiquei demais. Principalmente com essa dor de perder o homem perfeito que nunca existiu. Terminei um relacionamento com um cafajeste (pra dizer o minimo) e ta sendo duro demais. Esse texto me definiu.
    Parabéns!!!

  8. Alcyane

    Vivi e ainda vivo essa situação. Abdiquei e a gente pensa que talvez sofresse menos se tivesse aceitando do que estar agora sofrendo com a distância. Realmente um homem dos nossos sonhos e que nunca existiu.

  9. Só não entendi uma coisa. É impressão minha ou no fim das contas o que vale mesmo é aprender a aceitar os cafajestes? Não seria mais fácil mudar o estereótipo da pessoa que escolhe para estar ao lado? O lance seria aprender a “se fuder sem sentir dor”? Com tanta gente bacana solteira por aí, o que vale mesmo é um cafajeste? Vou morrer sem entender isto?

    1. Oi Junio,

      Eu acho que vc não leu o final do texto…

      “Um dia você decide que é chegada a hora de parar de brincar com fogo. Que você merece mais. Você aprende a reconstruir a sua auto-estima quando entende que os erros dele não foram causados por falhas suas e que estar sozinha ou ter alguém que te respeite vale muito mais do que insistir em um relacionamento fadado ao fracasso. ”
      🙂

      1. italotoffolo

        Mostre-nos, Juliana, onde estão as mulheres que aceitam caras legais que vos mostraremos os caras legais.
        Nós aprendemos a ser cafajestes cedo quando descobrimos que os bonzinhos só servem de amigos fofos.
        Tentamos ser românticos, compreensivos, engraçados, mas só ouvimos: “eu só gosto de ti mas só como amigo” ou: “eu estou muito ocupada atualmente para me relacionar com alguém” ou ainda: “o problema não é você, sou eu”.
        É tanto fora que a gente toma sendo caras legais que o coração caleja e fica mais frio. Ficamos sempre com o pé atrás de nos entregarmos a uma pessoa e levarmos mais um tombo. Chega uma hora que cansa cair e levantar, cair e levantar…

  10. Johnny

    Bom, sempre vai existir homem cafajeste. E, com certeza vai te chamar atenção, vai te atrair. Nenhum homem virou cafajeste pq simplesmente quis virar, algo aconteceu para ele ser desse jeito. Vejo por mim mesmo, eu tenho apenas 19anos. Sou novo, já tive experiências horríveis mais com partes maravilhosas em todas elas, as vezes nos homens temos medo de se relacionar novamente, acabar se ferrando. Talvez, seja por isso que acontece de sermos infiéis. Mas sempre haverá aquela mulher que vai te fazer mudar de atitude. Só basta ser essa mulher. Fazer cada segundo, se tornar uma eternidade, e saber jogar conforme o jogo. Homem gosta de correr atrás, pode ter certeza disso. Mas há limites, tem que achar esse limite e jogar conforme o jogo.

  11. Curiosidade: Me identifiquei com praticamente tudo, porém sou sincero, deixo bem claro que sou assim e que não forçarei a barra se não me quiser assim, tipo ligar, mandar mensagem ou quando encontrar por acaso dar uma cantada e ver se cola…
    Mas faço de tudo possível para que quando estivermos juntos, que aqueles momentos sejam os melhores vividos por essa mulher. Logo não acredito me encaixar no rótulo “cafajeste”. Procede?

  12. UmCafajeste?

    Texto muito bom, elaborado e inteligente!
    Mas na minha concepção, um bom cafajeste não é aquele homem que TRAI a mulher, ou que aproveita das fraquezas dela pra se dar bem em um relacionamento. Um bom cafajeste é apenas aquele homem que sabe lidar com mulheres, aquele homem que trata uma mulher da forma que uma mulher deve ser tratada, não mente, não engana, tem sempre o jogo aberto: um verdadeiro homem, mas que realmente não está na hora – a fim – de “ter algo mais sério” (nada mais normal, atire a primeira pedra a mulher que nunca quis estar solteira e curtir a vida). Um bom cafajeste apenas atrai mulheres por ser da forma que é, por viver da forma que vive e por tratar as pessoas da forma que trata. A culpa nesse caso de tamanho sofrimento (da parte feminina da história), nao é e não será do homem, foi a mulher que, sabendo com quem lidava, que se deixou cair nos encantos do sujeito. Eu já amei (ou cheguei próximo disso) e com isso aprendi muito, por isso não engano, não minto, sigo sempre a dizer a verdade sempre que me perguntam, mas mesmo assim já cansei de ouvir mulheres me chamando de “filho da puta” e tudo mais, apenas por não querer “algo serio”, afinal, nunca disse que queria, pelo contrário, mas as mulheres por ingenuidade ou coisa parecida continuam a dizer que ” a culpa é minha” e não é.

  13. Felipe

    Tá aí uma coisa que sempre questionei e busquei explicar as amigas mulheres. Existe uma linha bem tênue que divide o cafajeste x canalha.
    Cafajeste no geral diz pra que veio e porque veio. Ele te dita as regras do jogo e o bom cafajeste em certo ponto te avisa dos perigos de jogar. Em contrapartida o mesmo cafajeste tem um ar de romântico e não ludibria ou muda o cenário para te agradar em prol de algo, porque ele sempre está apontando a direção da relação. Ah, cafajestes mudam e se cansam disso um dia.
    Canalhas são assassinos de esperanças do amor e matama sangue frio. Eles mudam o cenário, ludibriam, traem e mentem. Eles não deixam claro para que vieram e te tiram a paz e amor, deixando vazio, raiva e insegurança. Esses sim não mudam, porque não há caráter. Não são homens!
    Cuidado, existe uma linha bem tênue no que os diferenciam.
    Um simples ponto de vista meu.
    Belo texto ainda que eu discorde de certos trechos. Boa noite!

  14. renata

    Perfeito! Acabei compartilhando para outras pessoas acordarem e terem mais amor próprio! Obg!!!!
    Tem outros desses? Passei até ontem por isso!

  15. ribeiro

    Com todo respeito. Discordo totalmente, pois eu já fui um cara bonzinho, ideal, namorado perfeito e todas sem exceção me pisaram. Hoje digo, sou cafajeste mesmo e afirmo com toda certeza: é o tipo de homem que mulher se atrai. Canso de ouvir discursos moralistas das mulheres:” detesto homem galinha, que pega todo mundo, blá blá blá…” mas o pré requisito para você ser um homem atraente aos olhos de uma mulher é ela vê-lo acompanhado de belas garotas e daí dizer: “nossa, ele só pega gata, o que será que ele tem?” isso é só um exemlo. Mulher quando quer dar um fora, terminar uma relação, não pensa duas vezes se vai magoar um homem, importa pra ela o seu bem estar. Dá mesma forma homem nenhum deve pensar se vai magoar uma mulher. Digo com toda certeza: esse mundo feminino é totalmente hipócrita: dizem querer um cara maravilhoso, perfeito, mas sempre se apaixonam pelos cafajestes e chutam os bonzinhos. Mulher gosta mesmo de cafajeste apesar de nenhuma assumir.

  16. Vi

    Parabéns pelo texto me identifiquei muito com muitas coisas que disse e realmente quando você decidi abrir os olhos e seguir em frente você encontra um novo motivo para amar um homem.
    Não importa o que você faça na cama não importar o tão linda que você seja quando o cara não presta você só sofre e se acostuma com o sofrimento e ainda se sente culpada por que muitas vezes acha que poderia sim ter feito melhor e fica naquela vou tentar de novo e de novo e de novo e quando você não tem mais força para luta chega ao fundo do poço alguém vem te salvar e te dar uma outra visão do mundo, percebendo que os erros não foram tão errados assim, o amadurecimento que ele te trouxe é algo muito maior que tudo que viveu.

  17. Adorei o texto e me diverti lendo os comentários, incrível ver os homens se assumindo outros se defendendo. Já fui “vítima” mas hoje lembrando de tudo digo que fui muito inconseqüente, nunca fui enganada e acabei me apaixonando, mesmo sabendo que estava brincando com fogo e lógico acabei me queimando. Me tornei mais forte, mas digo que não há vacina pra isso, como o vírus da gripe, o cafajeste é mutante.

  18. Rômulo

    Muito bom. Mas também existem mulheres assim. Algumas não dão nem bola pro namorado que tanto quer ficar com elas. Algumas passaram por isso acabam se tornando pessoas frias e “sem querer” se tornam igual ou pior do que eles, desvalorizando quase tudo que fazem por elas por medo de se machucar novamente e, mesmo quando se sentem seguras, não se entregam mais fazendo muitas vezes o cara sofrer, substituindo por outras coisas o minimo q poderia dar.

    Todas as mulheres devem tomar cuidado com isso. Na verdade todo mundo pq se não isso vira um ciclo. Um sofre uma desilusão e ai não da atenção pro próximo que vai fazer o msm com a próxima que fará o msm com o próximo e assim por diante.

    Graças a DEUS cresci em um ambiente que sempre ensinou que as mulheres devem ser SUPER valorizadas, mas já sofri e ainda sofro muito por causa disso.

    Parabéns pra vcs e que tenhamos um dia pessoas que realmente nos mereçam 😀

  19. Belo texto, entretanto discordo de alguns pontos, infelizmente vivemos em um mundo repleto de problemas, um cara que faz o que você diz pode ter seus motivos, não é apenas porque ele é dessa forma, cafajestes são criados por vocês, geralmente são homens que quando jovens não conseguem arrumar alguem com facilidade, e quando a vida sorri para ele, ele acaba deixando subir a cabeça, ou as vezes ele apenas sofreu por uma cafajeste anteriormente, ou talvez ele pense diferente, na verdade o que lá no fundo faz sentido para todos é que somos apenas animais muitas vezes agimos por extinto, e nem notamos, e não só homens mas mulheres também.

  20. Leonardo

    Parem de hipocrisia, vcs adoram cafagestes, faz parte de vossos instintos, por isso sofrem, pois tudo que sonham, não é com um homem bom, mas é ao lado de um homem q não presta, mas que pega todas inclusive vcs . Cafagestes um dia foram um homem bonzinho que foi pisado por mulheres, e passou a cata geral depois q adquiriram o
    comportamento cafagestil e disso todos sabem.
    Reflitam sobre seus comportamentos, quantas vezes vcs desfizeram de um homem bom e sincero??.
    O cara bonzinho, fiel, inteligente, trabalhador, honesto, companheiro não tem chance com vcs, se tiver, provem que estou errado e me procurem pra casar.
    Se não procurarem, vcs serão testemunhas e geradoras do Nascimento de um Novo cafageste rsrs

  21. Pingback: #LINKQUEVALEOCLICK: TEXTOS ALEATÓRIOS E REFLEXIVOS | Mundo Tóxico

  22. Republicou isso em MInha Forma de Expressãoe comentado:
    Um dia você decide que é chegada a hora de parar de brincar com fogo. Que você merece mais. Você aprende a reconstruir a sua auto-estima quando entende que os erros dele não foram causados por falhas suas e que estar sozinha ou ter alguém que te respeite vale muito mais do que insistir em um relacionamento fadado ao fracasso.

  23. Juliana

    Texto muito reflexivo sabias palavras me senti até melhor depois de ter lido essas palavras de incentivo mas em primeiro ligar Deus cura todas as feridas !o tempo vai nos moldando para nos preparar para a vida é encontrar um homem especial

  24. Levantando-me da cadeira para aplaudir em 3,2,1…

    Brincadeiras à parte, eu (homem) me identifiquei com a essência do seu texto por ter passado pelas mãos de uma mulher cafajeste (sim, elas existem. Se puder, leia meu relato no link que deixarei abaixo) há não muito tempo. Acredito que já estou curado dessa ferida a que você se refriu no texto, mas não penso em me vingar me tornando um cafajeste também.
    Enfim, penso que as adversidadesda vida estão aí para nos tornar mais fortes, e não mais incoerentes.
    Um abraço!

    Link: https://www.reddit.com/r/brasil/comments/66pxlf/fui_tolo_sim_mas_quero_evoluir/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s